“Tem que tocar o coração”. A frase repetida com veemência vem não apenas da voz, mas da alma da servidora do Instituto do Meio Ambiente, Maria Cristina Peixoto Neves.

Integrante da equipe de educação ambiental, ao lado das profissionais Bianca Parizotto, Marinela Andrade Camboin, Rosana Magali Goularte e Ana Maria Coelho Macedo de Oliveira, Maria Cristina enfatiza que não basta transmitir conhecimentos, é preciso sensibilizar mais fundo as crianças e os adolescentes sobre a importância da conscientização ambiental.

Para atingir este objetivo, a equipe de Educação Ambiental do IMA, transforma-se. Tornam-se professoras, atrizes, dão vida a personagens que têm o dom de hipnotizar a criançada. Antes, porém, são arquitetas, engenheiras, montam e desmontam os cenários, deixam o local o mais confortável possível para a plateia, carregam amor por onde passam. E assim, na verdade, nunca passam. Com dinamismo, criatividade e coração, divertem, ensinam e marcam a memória e os coraçõezinhos de tantos pequenos, que nada mais são do que o futuro deste planeta.

Depois da montagem, é hora do espetáculo. Enquanto o som começa a tocar a canção que indica o início do teatro, Cris e Bianca surgem em frente ao pequeno palco. Nas mãos, uma bela caixa com laço reluzente. De dentro, o presente que vem da natureza, são imagens de animais que um a um são dispostos e completam o desenho da bela paisagem.

De repente, a música cessa e uma voz surge do alto.

“Terezinha, que bom que estamos aqui. Hoje nós vamos sentir o ar, as vozes, as sombras e o frescor dessas matas”, fala contente o avô da pequena menina, iniciando o Teatro de Fantoches. Com bom humor, os personagens transbordam ternura, tanto um pelo outro, quanto pela natureza.

Terezinha e o avô ganham vida pelas mãos ágeis e delicadas de Cris e Rosana. Atrás do cenário, as servidoras saem de cena para deixar brilhar aqueles que naturalmente são um espetáculo, mas que, por vezes, deixamos de perceber e valorizar.

Tornam-se flores, árvores, animais. Fazem o sol cantar. A borboleta falar. A árvore chorar ao lembrar as amigas plantas que foram cortadas. Mostram a gralha presa no trânsito, preocupada com o equilíbrio das florestas. E até a cobra ser abocanhada pelo gavião, representando a cadeia alimentar.

De personagem a personagem, diálogo a diálogo, o Teatro de Fantoche percorre vários aspectos da natureza e ensina de forma didática como cuidar, manter e respeitar o meio ambiente.

Concentrados a cada cena, os pequenos aprendem se divertindo e são tocados mais profundamente. Um ensinamento que deve extrapolar os limites do teatro, da brincadeira, da sala de aula e dos lares. Deve ser levado e transportado para todas as fases da vida, balizando todas as atitudes e iniciativas.

Além de aprender, as crianças também podem ensinar. O aprendizado que adquirem nos programas e iniciativas de educação ambiental podem ser multiplicados e colocados em prática em casa, junto à família e amigos.

Por isso, as ações não se limitam ao teatro e seus divertidos personagens. O projeto vai além. Viaja longe, consegue atingir e alcançar até os coraçõezinhos mais distantes. Para isso, o IMA tem o Eco-ônibus que percorre Santa Catarina levando a mensagem da importância da conscientização ambiental.

O veículo participa, em sua maioria, de eventos nas escolas. Por cerca de 40 minutos os alunos mergulham fundo nas águas, passeiam pelas matas, conhecem os animais, mesmo sem sair do ônibus. Por meio de ensinamentos, vídeos, leituras e histórias, as crianças e adolescentes, voam mais alto, fazem descobertas e são tocados para, apesar de ainda pequenos, serem os grandes aliados do meio ambiente.

E é assim, dia a dia, teatro a teatro, personagem a personagem, história a história, que a equipe de Educação Ambiental do Instituto do Meio Ambiente vai cumprindo aquela que é a missão primordial do órgão, garantir a preservação dos recursos naturais. E isso só se faz com educação ambiental, com mudança de hábitos e costumes, com a conscientização de que não é o ambiente que depende de nós, mas nós que dependemos dele.

E para isso é preciso ter aquele toque, aquele algo mais, algo brilho no mar e aquele amor em toda a ação. As profissionais do IMA falam muito mais do que preservação da natureza, elas falam de amor, porque cuidar do meio ambiente nada mais é do que amar a si, ao próximo, aos ecossistemas e a tudo que nos circunda, completa e encanta. Pouco a pouco, a equipe de Educação Ambiental do IMA vai fazendo sua parte e melhorando o mundo para esta e para as próximas gerações. E para isto, basta falar de coração para coração.

O Instituto

Organização

CODAMS

Prêmios

Biblioteca

Portarias

Publicações Legais

Licitações

Acordos Extrajudiciais

Legislação

Convênios

Intranet

Editais de Chamameno Público

Licenciamento Ambiental

Concursos

Hospitais Públicos

E-Sic - Serviço Eletrônico de Informação ao Cidadão

Portal Corporativo SGP-e

SC PREV

Ecosistema

Balneabilidade

Biodiversidade

Educação Ambiental

Programas

Unidades de Conservação

Pesquisas em UCs

Fiscalização

Informações

TFASC

Denuncie

Municipalização

Autuados p/ Alegações Finais

Aplicação Aérea de Agrotóxicos

Sala de Imprensa

Notícias
Galeria Multimídia