O Governo do Estado de Santa Catarina, por meio de diversos órgãos, entre eles o Instituto do Meio Ambiente (IMA), realizou nesta quarta-feira, 21 de novembro, o Pré-lançamento da Operação Veraneio 2018-2019. Na ocasião foram apresentados os projetos para garantir a segurança e sucesso do verão em Santa Catarina.

Para isso, o Governo do Estado organiza de forma integrada ações de instituições públicas envolvidas diretamente na organização da demanda turística, desde segurança pública, saúde, infraestrutura, meio ambiente e turismo, que são fundamentais para a temporada de verão.

Durante o pré-lançamento cada órgão apresentou quais iniciativas devem ser realizadas para assegurar que o verão seja novamente um sucesso. Dados apontam que a próxima temporada deve superar as expectativas. Segundo o secretário de Turismo, Cultura e Esporte, Tufi Michref Neto, somente no aeroporto de Navegantes está confirmado o aumento de 42 voos internacionais com relação ao ano anterior e cerca de 400 voos domésticos. Em Florianópolis, há previsão de crescimento de 4% a 7% em comparação ao verão passado.

Para receber melhor quem vier visitar Santa Catarina, estruturas estão sendo aprimoradas como a retomada das obras do centro de atendimento em Dionísio Cerqueira e um posto provisório em São Miguel do Oeste. Obras como a do Centro de Convenções de Balneário Camboriú que estará 97% concluída até o fim do ano e investimentos como os voltados à ampliação do número de bandeiras azuis em Santa Catarina também são fundamentais para garantir que o turismo cresça a cada temporada.

Turismo este que em grande parte é atraído pelas belezas naturais de Santa Catarina e também por serviços de utilidade pública como a pesquisa de balneabilidade. Realizado deste 1976 pela então Fatma e agora IMA, o monitoramento da qualidade da água do mar para banho humano realiza coletas em 215 pontos dos 500 quilômetros da costa catarinense e divulga os dados para a população e turistas no intuito de orientar os banhistas para quais locais são próprios ou não para mergulho. A partir deste temporada de verão outros 17 pontos serão acrescidos, 12 em Florianópolis e cinco no restante do litoral, totalizando assim 232 pontos.

Quem não vai passar pelo litoral durante o verão pode aproveitar para visitar as Unidades de Conservação Estaduais espalhadas por todo o Estado e que estão abertas à visitação. Com trilhas, passeios, atividades em meio à natureza, população local e turistas podem apreciar ainda mais de perto as belezas naturais catarinenses.

Na área da saúde, várias ações, especialmente de prevenção, são realizadas para garantir que moradores e visitantes aproveitem a estação mais quente do ano sem nenhum imprevisto. Desta forma, a Secretaria de Saúde e a Vigilância Epidemiológica realizam operações para enfrentamento ao mosquito da dengue, orientações em casos de acidentes com animais peçonhentos, fiscalização para assegurar a qualidade dos alimentos e da água, e recomendações com relação a vacinas para evitar, principalmente, doenças como febre amarela e sarampo que atingem outras regiões do país.

Na segurança pública, as polícias vão atuar de forma integrada para que os dados de criminalidade e quaisquer outras ocorrências continuem diminuindo como já vem acontecendo há meses em Santa Catarina. Nas estradas catarinenses, assim como faz em todas as temporadas, a Polícia Rodoviária Federal vai intensificar a fiscalização e realizar operações como as da Lei Seca para reduzir os números de acidentes de trânsito. O mesmo vai acontecer no mar. A Marinha vai ampliar a vigilância para evitar acidentes e contribuir para busca e salvamento em parceria com o Corpo de Bombeiros.

Água e energia elétrica também estão garantidas na alta temporada. De acordo com o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, foram realizados investimentos em torno de R$ 360 milhões para assegurar a capacidade do sistema, mesmo com o aumento significativo do uso de energia neste período. O presidente da Casan, Adriano Zanotto, também reforçou que diversos recursos foram investidos para que este verão seja o melhor de todos em Santa Catarina.

O governador do Estado de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, encerrou a solenidade de pré-lançamento destacando que há recursos garantidos para manter a operação em 61 dos 295 municípios catarinenses. “As experiências que tivemos no passado nos permitiram ter um Estado muito bem preparado em todos os setores. Os recursos estão garantidos, na ordem de 15 milhões de reais, e em caixa. Talvez seja a parte mais significativa”, esclareceu.

O Instituto

Organização

CODAMS

Prêmios

Biblioteca

Portarias

Publicações Legais

Licitações

Acordos Extrajudiciais

Legislação

Convênios

Intranet

Editais de Chamameno Público

Licenciamento Ambiental

Concursos

Hospitais Públicos

E-Sic - Serviço Eletrônico de Informação ao Cidadão

Portal Corporativo SGP-e

SC PREV

Ecosistema

Balneabilidade

Biodiversidade

Educação Ambiental

Programas

Unidades de Conservação

Pesquisas em UCs

Fiscalização

Informações

TFASC

Denuncie

Municipalização

Autuados p/ Alegações Finais

Aplicação Aérea de Agrotóxicos

Sala de Imprensa

Notícias
Galeria Multimídia